Cocô mole

shutterstock_110690351

Muitos cães passam a vida toda com as fezes pastosas, quando deveria ser firmes sequinhas. O que pode estar acontecendo?

Primeiramente deve-se descartar a possibilidade de vermes até mesmo a giardiase e isso quem vai dar o diagnóstico é o seu veterinário.

Dado o diagnostico o veterinário irá receitar o vermífugo correto tratando o problema do seu cão.

Mas alguns cães também podem possuir intolerância à proteína de frango e quando isso acontece basta mudar a ração para uma com cordeiro ou salmão e o problema logo é resolvido.

Filhotes cuja a quantidade de ração está exagerada também apresentam fezes moles. Neste caso, deve-se verificar na embalagem da ração e fornecer o que está indicado.

Filhotes que comem e destroem tudo pela frente também pode apresentar gastroenterite aguda podendo apresentar até mesmo sangue nas fezes.

Bom, a melhor maneira de se chegar a um diagnóstico é consultar seu veterinário, pois ele te indicará o melhor tratamento.

Anúncios

Meu cão está “caducando”

cao velho

Então ele começa a latir pro nada, parecer que não escuta, demorar a atender comandos. Seu cão pode estar com Demência. 50% dos cães acima de 11 anos apresentam sinais de demência. Em alguns casos já a partir dos 7 anos. Quando ele está nessa situação não só sua vida começa a ficar comprometida, mas também a sua família.

Por isso, a atenção da família a sinais de demência do cão devem ser redobradas para que um tratamento seja realizado o mais cedo possível. Preste atenção em sinais como desorientação, ansiedade, diminuição da vontade de brincar, urinar e defecar fora do lugar certo, diminuição dos reflexos, perda do apetite, convulsões e alteração entre dia e noite.

Infelizmente não existe uma cura para essa doença, mas é possível retardar o seu avanço. Fornecer um ambiente sem estresse e agradável com atividades físicas e interação com o cão, procurando ensiná-lo comandos novos, são alguns benefícios que podem retardar a doença, além do suporte médico veterinário é claro.

A velhice chega para qualquer ser vivo, mas a boa qualidade da velhice ainda é para poucos, infelizmente.

Terapeutas

caoterapia2

Acariciar um animal pode diminuir a ansiedade de um doente do coração e até mesmo ajudar na recuperação durante uma internação hospitalar, isso tudo comprovado cientificamente.

Os benefícios do contato com eles foram notados quando os pacientes tiverem a visita de animais cooterapeutas em seus leitos.

Por isso a terapia usando animais já é aceita e respeitada em vários hospitais e asilos do mundo. Estudos mostram que uma visita de apenas 12 minutos ajuda na função cardíaca e respiratória de pacientes de um hospital, comparado com outros que foram deixados sozinhos em seus quartos.

caoterapia4

Ao levar meus cães no Lar São Vicente de Paulo, juntamente com minha colaboradora Vanessa e seus animais, os profissionais dizem que desde o momento em que é anunciada a visita, durante a semana os idosos residentes ali se mostram mais ativos, mais falantes e durante a visita eles diminuem o nível de ansiedade e durante a semana continuam mais felizes. Alguns menos tristes e sempre aguardando uma nova visita de seus amigos peludos.

caoterapia1

Eu tenho um cão mansinho! Posso fazer esse trabalho Dino?

Nem todo cão é um terapeuta. Um cão terapeuta deve ser escolhido para o trabalho de maneira correta, de preferência testes devem ser feitos por um profissional que entenda e atua na área.

Não é porque tem labrador ou um poodle que irá desenvolver um trabalho impecável. Um cão mal selecionado pode causar problemas, até mesmo acidentes. Um cão hiperativo pode pular, arranhar as pernas de um idoso, machucar tentando subir em cima de usas pernas.

caoterapia3

Já um cão quieto demais pode causar tristeza ao paciente caso o cão não de atenção. Um cão terapeuta tem que suportar, puxões, afagos em demasia, ser atencioso, de preferencia castrado, deve estar sempre limpo, vermifugado, ter as vacinas em dia, dentes limpos, ser sociável, não se assustar com barulhos ou movimentos do tipo arrastar pés, tosses, espirros.

O correto é montar uma equipe onde um profissional da área de saúde humana, um veterinário e pessoas voluntarias lideradas pelo profissional ira realizar o trabalho um boa equipe é essencial para quem quer realizar esse trabalho. Lembre-se: um cão terapeuta é quase um médico.

Cachorro deve ser tratado como cão

1467294_573654856033044_665943421_n
– Dino, eu acho um absurdo gente que dorme com cachorro e que deixa ficar dentro de casa. Por isso ficam esses cães chatos, mimados e alguns agressivos. Eu acho que cachorro tem que ser tratado como cachorro, você concorda?

– Claro que concordo! Cachorro tem que ser tratado como cachorro.

– Mas em que sentindo podemos realmente colocar em pratica esse “tratar como cachorro”?

O que dá a entender é que o cão deve ficar do lado de fora, esquecido, comendo ração, de vez em quando um resto de comida, levar pontas pés ou tapas pra ser educado, latir quando chegar gente estranha, ou seja, fazer a função para que foi escolhido.

1499566_608758015856061_349982062_n

Sendo assim eu discordo totalmente.

Bom, quando você toma a decisão de ter um cão você é responsável por tudo na vida dele, saúde, alimentação, atividade física e inclusive educação.

Quando você traz o cão pra dentro de casa a responsabilidade pela educação dobra, pois um cão que convive mais perto da família vai assumir ainda mais a condição de membro de matilha. É isso mesmo, você é a família desse cão que na linguagem dele se chama matilha.

Quando você coloca a ração é como se você tivesse saído para caçar e trazido a caça, você providencia agua, brinquedos , carinho e em troca o cão te dá todo amor incondicional. Cães que vivem dentro de casa têm a fama de ser mais chatos pelo simples motivo de receberem muito amor, o que é normal. Então quando ele chora e pede comida na hora do jantar e você se rende aos apelos chorosos, no futuro ele subirá na mesa e vai pegar sozinho.

Meus cães só entram em casa quando eu os convido. Tenho uma Lulu que durante o dia fica dentro de casa e à noite vai dormir com o restante da matilha lá fora. Mas não recrimino quem quer o cão ao seu lado na cama, dormindo no seu próprio quarto dentro de casa, afinal ele é ou não é da família?!

Sim, realmente cão tem que ser tratado como cão, com muito amor, carinho e regras a serem seguidas por toda família, independente se ele dorme dentro ou fora de casa.