Totalmente recuperado!

O recuperado em questão não diz respeito ao comportamento dominante e agressivo do cão, e sim ao trauma do abandono.

No meu ponto de vista, esse cão foi abandonado devido ao seu comportamento agressivo, ou seja, deve ter feito a mesma coisa com seus antigos donos e estes resolveram abandoná-lo no pet shop. O pessoal não deve ter feito um trabalho de avaliação psicológica do cão.

Esse vídeo serve pra nos alertar que cães que estão para adoção geralmente são cães que não se comportaram bem e quem os vai adotar tem que ter paciência e saber o que esta adotando pode ser desde um cão bagunceiro até um que atacou os donos. Por isso, uma investigação deve ser feita.

Quanto a colega de profissão, dizer que foi por ciúmes da Chiquinha kkk e que estava sentindo que ia acontecer, eu também, mas vi desde o inicio do vídeo!

Veja que no inicio do vídeo o cão já esta usando o corpo pra empurrar a perna da “adestradora”. Sua cauda está firme para cima e o peso do cão está projetado para frente, típico de um cão dominando o território.

Ela usa a mão esquerda para afastá-lo e ele insiste. Ela troca a guia de mão e usa a mão direita pra segurá-la mais curta e quando o braço direito vai de encontro com a cara do cão ele não permite e responde com agressividade.

Sinais, cães sempre nos passam sinais!

Bom espero que a colega e a apresentadora estejam totalmente recuperadas do susto!

Quem leva quem pra passear?

foto 01

Ele puxa pra lá, ele puxa pra cá. A guia embaraça nas suas pernas e quase você vai pro chão. Passa um motoqueiro ele fica de pé, dá aquele tranco pra tentar correr atrás e quase te mata de susto. Cada pessoa que passa perto, ele quer pular cheirar e quando vê outro cão quer logo brigar.

A maioria dos cães que fica confinado em quintais é porque o dono perdeu o gosto de passear, pois o que era pra ser um lazer vira um sofrimento.

Aposto que você se familiarizou com a situação. Assim é o dia de caminhada de quem não tem um cão bem condicionado a andar preso à coleira.

O condicionamento vai desde o momento em que você sai na rua. Se você deixa seu cão atravessar o portão primeiro e andar na sua frente ele entende que esta conduzindo a caminhada e ao arrastar pensa que está decidindo que caminho seguir.

Um bom exercício é andar com o cão em linha reta e quando ele começar a puxar você dar meia volta bruscamente, mudando de direção obrigando ele a te seguir. Vá mudando de direção até que ele comece a esperar e olhar mais vezes pra você.

Andar faz bem para o coração principalmente de maneira harmoniosa.

foto 02
Boa caminhada!!!