Reconhecendo a Bondade

shutterstock_150375152

Esse fim de semana fui experimentar as famosas coxinhas de Bueno de Andrade distrito do município de Araraquara. Peguei minha moto, eu, meu filho Fellipe, meus amigos Maurão e Ed Morte tomamos rumo a esse pequeno vilarejo.

Ao chegarmos sob o sol de 40ºC logo procuramos uma sombra para saborearmos a especialidade. Ao me sentar logo vi um cãozinho todo preto deitado tirando um cochilo, fiquei olhando para ver o mesmo se mexia, rs. Pois com aquela temperatura dormir sob o sol pode ser fatal.

Num dado momento ele se levantou e olhou em volta, parecia procurar algo, olhava as mesas, parado, decidindo a quem pedir um pouco de comida. E sem pestanejar se dirigiu até nossa mesa, mais precisamente ao meu filho Fellipe. O cãozinho cheirou a perna de Fellipe que num movimento disfarçado partiu a coxinha na metade e deu ao cão em baixo da mesa, rs. Fingi que não vi.

Fellipe foi o primeiro a terminar lógico, pois dividiu sua coxinha com o cão. Perguntei se ele queria mais ele disse que sim. Eu sabia pois ainda estava com fome, só que dessa vez disse compre uma para você e outra para o seu amigo, rs. Fellipe sorriu com o canto da boca meio sem graça, então eu disse:

“Nunca vou te repreender por ajudar algum animal ou ser humano fique tranquilo”.

Ele todo feliz saiu em busca de mais 2 coxinhas seguido por seu novo amigo de Bueno de Andrade.

Um estudo realizado pela Dra. Monique Udell, da Universidade da Florida, envolvendo cães tiveram o sucesso de descobrir através de testes que cães reconhecem pessoas boas, ou seja, de coração mole.

Isso não é nenhuma novidade para mim, pois cães sabem quando você esta triste, alegre, bravo e podem sim através da necessidade desenvolver a habilidade de reconhecer pessoas benevolentes numa multidão. É a lei da sobrevivência e os cães de rua tem suas habilidades apuradas nesse sentido, sobreviver.

Pena que nós não conseguimos desenvolver esta habilidade…

Anúncios

Como evitar um ataque e se proteger

cao bravo

Parece engraçado, mas quando se está numa situação na vida real é difícil rir. Caso aconteça com você siga minhas dicas. Não garanto que saia ileso, mas pode amenizar bastante as consequências.

Quando se deparar com um cão de rua, sem dono, o segredo está em ignorar. Geralmente eles latem mais do que mordem, mas fique atento, alguns costumam dar umas beliscadas por trás, e é importante não ficar numa posição defensiva (corpo retraído tentando se encolher ou posicionando o corpo para trás). Fique ereto, levante a cabeça, se possível dê uma estufada no peito e ande com passos firmes e seguros.

como-sobreviver-a-um-ataque-de-pit-bull-4

Caso aconteça do cão iniciar o ataque, tente correr e subir em algum muro, carro, árvore.
Caso não seja possível, vire-se de frente para um muro ou parede e fique em posição de ‘estatua’. Geralmente cães se entusiasmam quando a pessoa corre, assim estimula o instinto de caça fazendo com que ele morda na perseguição. Ficando contra a parede, sem olhar nos olhos dele, ele perderá os estímulos, você pode até levar umas duas mordidas, sei que é difícil, mas tente não se debater.

images

Caso você caia tente ficar numa posição fetal, proteger a garganta e o rosto com as mãos. Fique o mais encolhido que puder e apenas grite por socorro sem se debater.

Outro truque que pode usar é tirar os tênis e colocar na frente, geralmente alguns cães mordem o que é apresentado. Tirar a camisa e enrolar no braço também pode ajudar a amenizar o ataque.

Tudo isso se der tempo, é claro.

AJUDANDO ALGUÉM DURANTE UM ATAQUE

Caso a situação for de ajudar alguém durante o ataque preste bem atenção:

Bater na cabeça do cão, usar guia, correia, pau pode não resolver muito. Aliás, pode aguçar ainda mais o animal o fazendo realizar movimentos bruscos com a vítima na boca agravando as mordidas.

Use um extintor direcionando o jato para a cara do cão.

como-sobreviver-a-um-ataque-de-pit-bull-8

Mangueira de água também é bom. Caso ele não queira soltar, enfie na boca dele com jato de água ligado.

Levantar o cão pelas pernas como carrinho de mão e retirá-lo andando em círculos, soltando somente depois do cão realmente controlado ou vítima fora de perigo.

Estas são algumas dicas básicas que podem ser usadas por leigos. Mas lembre-se, a melhor proteção contra um ataque é evitá-lo.

E se você é proprietário de um cão feroz, seja responsável e mantenha-o na guia forte, e em casa com um portão bem seguro.

Lutar pelos animais faz parte da sobrevivência

gaia

“É correto explorar a natureza para promover nossas próprias vidas e felicidade; não há razão para se sentir culpado ou envergonhado por isso” (Tibor Machan)

Com a frase infeliz Machan minimiza qualquer sentimento de culpa de humanos que usam animais em experiências ou em prol de seu bem estar. Eu particularmente não concordo com o filósofo em promover vida e felicidade causando dor e tristeza em um ser vivo. É algo abominável aos olhos de Deus.

tigre

A humanidade chegou onde está, lutando contra a natureza e realmente foi isso. O ser humano teve ao longo de milênios que conquistar seu espaço, desbravando, matando para conseguir seu espaço. Infelizmente. Mas no meu ponto de vista daria para se ter uma convivência harmoniosa, aprendendo, se adaptando, pois somos portadores de inteligência e poderíamos muito bem usá-la em nosso favor. Muitas pessoas dizem que quanto mais conhecem os animais mais detestam os humanos, e isso ao meu ver também é uma frase sem noção, pois nem todo animal é um ser bonzinho. Mas você pode dizer, “eles agem por instinto sem saber o que fazem”. Ok, mas mesmo assim não são tão bonzinhos. Se uma mãe humana tem um surto de depressão pós parto e abandona seu filho, logo estamos com pedras nas mãos. Mas quantas cadelas já vi não amamentar seus filhotes ou até mesmo surtarem após o parto e comer toda cria. Ursos mais velhos, por exemplo, costumam perseguir os mais novos e matá-los para ficar com mais comida.

leao

Ninguém diria que isso é uma atitude muito escrupulosa. As hienas matam filhotes de leões e vice versa, tudo para eliminar a concorrência. Dizem que os animais matam apenas para comer, mas há casos de predadores que nitidamente brincam com suas presas antes de devorá-las. Já vi orcas fazerem isso com focas. Alguns macacos perturbam tigres somente pelo prazer de vê-los desesperados tentando revidar.

Quer mais? Vamos lá! Mamãe panda toma conta apenas de um filhote. Se ela tiver mais de um, o outro ficará sozinho na selva. Enquanto isso, o filhote favorito crescerá saudável, com alimentos suficientes. Mamãe hamster vai comer vivo o filhote que nascer defeituoso. A mamãe ‘black eagle’ (espécie de águia) não se importa com todos os seus filhotes. Não há um número grande de alimentos disponíveis e é difícil de ser encontrado. Assim, a mãe não se importa com os seus filhos, somente aquele filhote forte é que vai sobreviver.

Mas se você odeia a raça humana estará contra você mesmo incluindo filhos, pai e mãe. É por isso que devemos ser sensatos e sim, continuarmos a lutar pelos animais, contra qualquer crueldade para não haver extinções de espécies, evitando assim descontrole da natureza.

Preservar e cuidar faz parte da sobrevivência humana. O ser humano faz parte da natureza. Sempre!