Entenda seu gato

shutterstock_125480678

Hoje vou falar um pouco sobre o comportamento dos gatos, mas de maneira generalizada, já que todo animal possui sua particularidade.

Quando o gato ronrona significa que ele esta satisfeito ao máximo. Em alguns gatos você consegue ouvir o ronronado, mas outros apenas conseguimos se sentirmos a respiração. São apenas diferenças físicas e não níveis de satisfação.

Quando o gato se esfrega nas pernas do dono ele está a liberar odores receptíveis apenas para outros gatos, ou seja, ele esta dizendo que você pertence a ele. Isso significa que ele te ama muito.

Quando ele está no seu colo e fica lhe amassando com as patinhas é outra maneira de demonstrar satisfação e amizade, é como se fosse uma massagem.

Quando seu gato dorme demais é sinal que ele tem confiança em relaxar no ambiente em que vive por isso aproveita ao máximo os cochilos. Alguns chegam a dormir cerca de 10 a 12 horas podendo estender até 16/17 horas.

Quando você se aproxima de um gato e este coloca as orelhas baixas para trás ele esta com medo por isso é importante você afastar a origem do medo. É normal quando dois gatos se aproximam esta manifestação possa existir e com o tempo deixe de acontecer.

Quando seu gato urina pela casa ele pode estar marcando território. A urina também é uma das formas dos felinos de marcar território e isso pode acontecer quando a fêmea esta no cio e existem muitos gatos no local.

Gatos também podem ser educados, apesar de serem insistentes, basta um pouco de paciência e persistência. Mas lembre-se, um gato magoado com você pode não aceitar sua presença e fugir de casa.

Anúncios

Fórmula do amor

cao oxi

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os donos de cães não são de pessoas tristes, sozinhas e avarentas.

Essa caricatura não faz condiz com a realidade apesar das pessoas vestirem seus cães de maneira ridícula, conversarem com eles durante horas, deixarem enormes heranças em dinheiro em seu nome já que não tiveram grandes amigos humanos.

O perfil de donos de cães são de pessoas divertidas, menos solitárias e de maior auto-estima do que quem não os tem e existe uma explicação bem simples para isso.

Sabe a oxitocina? Não, não é a vizinha do 32, nem a velhinha da novela, menos ainda uma nova droga, rs! Ela é o hormônio do bem-estar também conhecido como hormônio do abraço, pois nos dá aquela sensação gostosa de um abraço bem apertado e cheio de amor!

Um estudo no japão mostrou que pessoas que interagem positivamente com seus cães registraram um aumento na produção de oxitocina. Mas não somos só nós que registramos esse aumento. Nossos amigos caninos também tem esse aumento. E mais, no caso dos cães, esse aumento só é registrado na presença de nós humanos, ou seja, os cães preferem muito mais a nossa presença do que os da sua própria espécie.

Basta o pequeno ato de tocar a cabeça de um cão já é suficiente para provocar o aumento da produção da oxitocina.

E você? Já tomou sua dose de oxitocina hoje?

O amor verdadeiro

lucky

Numa quinta feira, dia 22 de Julho de 2010, fiz uma apresentação com palestra no SESI, para crianças da colônia de férias, o tema era: “amor verdadeiro”.

Eu falava das mais diferentes formas de amor e suas vertentes. Levei meu filho Fellipe comigo que sentado com as outras crianças me olhava e ouvia atentamente. Após a palestra, fiz uma breve apresentação com Andora.

No final, contei que minha rottweiler Kaoma estava muito doente e ela era o motivo de eu estar ali fazendo aquela palestra. Kaoma pra quem não sabe foi minha primeira cadela terapeuta, uma rottweiler. Hoje meu projeto leva seu nome em homenagem a ela.

Contei um pouco de nossa tragetória, de nossa luta para chegar onde estou. Num dado momento minha voz trêmula e embargada foi coberta por silenciosas lágrimas que caiam de meus olhos.

Os aplausos das crianças que assistiam deixavam o ambiente ainda mais emocionante. Corri os olhos ainda embaçados na plateia pra ver se via meu filho, pois era a primeira vez que eu o deixava me ver chorando.

Então vi quando Fellipe se levantou caminhou até mim, me abraçou, me puxou para baixo e disse no meu ouvido: “Muito bem pai, parabéns, foi muito bom, te amo!”. Meu peito apertava, sensação de que iria explodir, depois mais calmo tive a certeza que estava tomado totalmente por um amor verdadeiro…

Terapeutas

caoterapia2

Acariciar um animal pode diminuir a ansiedade de um doente do coração e até mesmo ajudar na recuperação durante uma internação hospitalar, isso tudo comprovado cientificamente.

Os benefícios do contato com eles foram notados quando os pacientes tiverem a visita de animais cooterapeutas em seus leitos.

Por isso a terapia usando animais já é aceita e respeitada em vários hospitais e asilos do mundo. Estudos mostram que uma visita de apenas 12 minutos ajuda na função cardíaca e respiratória de pacientes de um hospital, comparado com outros que foram deixados sozinhos em seus quartos.

caoterapia4

Ao levar meus cães no Lar São Vicente de Paulo, juntamente com minha colaboradora Vanessa e seus animais, os profissionais dizem que desde o momento em que é anunciada a visita, durante a semana os idosos residentes ali se mostram mais ativos, mais falantes e durante a visita eles diminuem o nível de ansiedade e durante a semana continuam mais felizes. Alguns menos tristes e sempre aguardando uma nova visita de seus amigos peludos.

caoterapia1

Eu tenho um cão mansinho! Posso fazer esse trabalho Dino?

Nem todo cão é um terapeuta. Um cão terapeuta deve ser escolhido para o trabalho de maneira correta, de preferência testes devem ser feitos por um profissional que entenda e atua na área.

Não é porque tem labrador ou um poodle que irá desenvolver um trabalho impecável. Um cão mal selecionado pode causar problemas, até mesmo acidentes. Um cão hiperativo pode pular, arranhar as pernas de um idoso, machucar tentando subir em cima de usas pernas.

caoterapia3

Já um cão quieto demais pode causar tristeza ao paciente caso o cão não de atenção. Um cão terapeuta tem que suportar, puxões, afagos em demasia, ser atencioso, de preferencia castrado, deve estar sempre limpo, vermifugado, ter as vacinas em dia, dentes limpos, ser sociável, não se assustar com barulhos ou movimentos do tipo arrastar pés, tosses, espirros.

O correto é montar uma equipe onde um profissional da área de saúde humana, um veterinário e pessoas voluntarias lideradas pelo profissional ira realizar o trabalho um boa equipe é essencial para quem quer realizar esse trabalho. Lembre-se: um cão terapeuta é quase um médico.

Quando é a hora de arrumar outro animalzinho?

akita

Como disse na postagem anterior cada pessoa tem uma maneira de passar pela perda de num animal de estimação, alguns de forma rápida se superam e outros nunca mais conseguem substituir o que se foi.

Na verdade quem pensa em substituir esta errado, ninguém substitui uma vida. Cada animal que conviver com você terá suas próprias características marcante, uns você vai guardar mais se lembrar mais que outros, mas cada um terá seu espaço na sua vida e coração.

Relembrando minha Kaoma (rottweiler), quando ela morreu fui presenteado com Gaya (outra rottweiler), amigos se sensibilizaram e me presentearam, tentando assim me consolar, mas tendo em mente que uma não substituiria a outran.

Gaya não teve o mesmo aprendizado que Kaoma, pois, infelizmente, não consegui dita-lo. Tive medo de ficar comparando as duas e criar uma “maldição” ou até mesmo baixar a auto estima dela. Deixei Gaya ser apenas uma cadela normal, ensinei bons modos, mas nada de truques, pois assim Gaya seria Gaya e não Kaoma ou substituta dela.

Como disse cada cão deixará sua marca e você deve respeitar isso. Substituir um poodle por outro poodle achando que esse será idêntico ao que você perdeu é um erro enorme. Até mesmo tirar uma cria e ficar com um filhote de sua cadelinha preferida não a substituirá quado ela se for.

Algumas pessoas que possuem dois cães e perdem um deles acham que comprando outro pra fazer companhia ao que ficou irá melhorar a tristeza dele. Errado! É claro que o cão que ficou vivo saberá que o que você arrumou não é o que morreu isso mostra o quanto os animais são mais sensíveis nessa parte do que nós.

Passe pelo luto com calma, assimile o que aconteceu quando a dor da perda começar a ser substituída por boas lembranças e aquela vontade de ser recebido em casa por um amigo pet for forte novamente é sim chegada a hora de ter outro animalzinho de estimação.

Luto

luto
Há os que pensam que sofrer ou estar de luto deve-se apenas pela morte de uma pessoa querida. Mas o luto também esta relacionado a diversas formas de perdas ou fim de algo. O término de uma relação, a perda de um objeto muito significativo e porque não a de um animal de estimação?

Muitos passam normalmente pela fase do luto, outros sofrem ainda mais, cada pessoa tem sua forma de passar pelo luto. Animais, inclusive, também passam por luto cada um de forma particular.

Quando perdi minha rottweiler Kaoma eu sofri e ainda sofro muito sua perda pois a cada foto, cada lembrança ainda me surgem lágrimas e sinto sua falta até hoje.

Muitas pessoas acham uma absurdo um ser humano chorar por um cão, gato, tartaruga ou qualquer outro animal de estimação. Mas por que não chorar ou ficar de luto? Nos proporcionaram alegria, nos deixaram boas lembranças, foram companheiros, escutaram nossas confidencias e foram espectadores silenciosos de parte de nossa vida.

Por isso não tenha vergonha de dizer que esta em luto por seu animal de estimação se fosse o contrário aposto que ele estaria triste do mesmo jeito.