Dicas contra o calor

labrador

Com o calor que está fazendo alguns cães sofrem muito por isso é preciso tomar alguns cuidados para mantê-lo saudável e hidratado.

_ Verifique se água do seu cão esta sempre fresca. Evite deixar a vasilha no sol. Se quiser pode até colocar umas pedras de gelo;
_ Prefira horários com sol mais fraco para caminhar, bem cedo ou a tarde. Importante leve água para vocês dois. Cuidado com chão quente seu cão pode queimar as patas;
_ Se seu cão é peludo faça uma tosa de verão nele, isso irá ajudar a amenizar o desconforto;
_ Verifique se a casinha do seu cão está fresquinha. Conheço muitos canis com telhado eternit onde o único local de sombra é dentro da casinha e mesmo assim a temperatura fica alta;
_ Se seu cão tem pelo curto ou longo, mas seca fácil, você pode molhá-lo durante o dia. Molhar o telhado da casinha e as paredes ajudam a reduzir a temperatura e melhorar a umidade do ambiente;
_ Oferecer algumas frutas geladas também é uma deliciosa e refrescante opção;
_ Evite deixar seu cao dentro do carro mesmo que por 5 minutos. Se for assim, faça o favor de nem levá-lo com você;
_ Evite as roupinhas, sapatinhos e efeites desnecessários. Isso só aumenta a sensação de calor do cão;
_ Se seu cão é idoso deixe uma vasilha de água próxima ou toalhas molhadas para equilibrar a umidade do ar assim a respiração dele fica melhor evite que ele fique se movimentando demais.

Basta seguir essas dicas e aproveitar o verão com tranquilidade!

Anúncios

A importância do banho e tosa

tosa4

Antigamente se achava que a tosa era apenas uma questão de estética, mas hoje, viu-se que faz parte da higiene canina. Por isso, raças que apresentam pelos longos, frequentemente, necessitam dela. A tosa é necessária em cães de raças como Lhasa Apso, Poodle, Shitsu, entre outras.

Existem dois tipos diferentes de tosa canina: grooming que é a tosa habitual feita em Pet Shop, em que o pelo pode ser aparado com tesoura ou cortador e o trimming mais específica, sendo feita para eventos importantes como feiras e exposições, em que serão analisados itens de estética da raça apresentada.

A tosa deve ser feita por um profissional da área, por isso, antes de mandar o seu melhor amigo para o Pet Shop conheça a equipe de profissionais que vai cuidar dele. Não deixe seu cachorrinho ser tosado por qualquer um. Visite o estabelecimento e confira as condições de higiene e como eles tratam os outros animais.

tosa2

Outro dia vi uma pessoa solicitando indicação de onde encontraria o serviço de banho e tosa mais barato. Na verdade, ela deveria solicitar onde encontraria o melhor serviço de banho e tosa.

Geralmente alguns locais usam o mesmo tipo de shampoo pra qualquer tipo de cão ou seja um shampoo neutro que é usado tanto para pelos pelos longos, curtos, oleosos, brancos, pretos. Eu optei por ter vários tipos de shampoos, utilizo um shampoo de limpeza intensiva para os mais anginhos em seguida utilizo um shampoo especifico para o tipo de pelo.

Se o pelo for branco, uso o branqueador óptico, se for preto ou escuro uso um apropriado. Em seguida utilizo o condicionador separadamente e finalizo com livon que restaura os pelos e é um ótimo protetor solar contra a ação dos raios ultra violetas. A secagem é feita manualmente até que o cão esteja realmente seco.

tosa1

Existem algumas raças como Cocker ou Schnauzer que devem ser tosadas, aproximadamente, a cada 45 dias. Depois deste tempo, a pelagem volta a crescer. Mas raças que têm a pelagem mais longa podem ter a tosa entre o terceiro ou quarto mês. Épocas de muito calor como o verão, a tosa é recomendada, já que os pelos esquentam muito. Se possível, evite a tosa no frio, para que seu amigo fique mais protegido e quentinho.

A tosa higiênica é aquela feita nas patas, barrigas e a região íntima. A tosa nas patas proporciona segurança para o cachorro andar. Na região anal é indicado para que as fezes não fiquem presas ao pelo e na barriga para evitar que o pelo fique muito embaraçado. Por isso, periodicamente, peça que seja feita a tosa higiênica no seu cachorrinho.

GNP.PETS.1.081709.RW

Então recapitulando:

– Tose o seu animal, somente em locais que você tenha confiança.
Lembre-se de que tem muitos Pets Shops que maltratam o cachorro, por isso, cuidado é fundamental;
– A tosa é importante para manter a limpeza e a higiene do cãozinho.
Existem vários tipos de tosas no mercado, inclusive a tosa estética para deixar o visual do seu melhor amigo mais bonito e descolado. Já pensou em investir neste tipo de tosa? Existem vários modelos e que vão deixar o seu cachorro lindo! Se não quiser, lembre-se fazer a tosa higiênica no seu cãozinho ou a normal.

Cão com mau cheiro

dog1

Cachorro fedorento é um problema! Parece exagero, mas dizem que o cheiro do seu cão é o cheiro da sua casa. Portanto, é importante que você mantenha seu cão sempre limpinho e cheirosinho!

Cães adoram rolar em carcaças de animais mortos, fezes de herbivorose, lixo e tantas outras coisas mau cheirosas. Pior será se você tiver aqueles cães com dobrinhas, como os sharpeis ou mastins. Neles é necessário ter maior cuidado com a higienização.

dog2

O mesmo acontece com cães muito barbados, pois resíduos de alimentos podem grudar nos pelos do animal e provocar mau cheiro. Mas afinal, como dar um jeito de por fim ao mau cheiro?

Antes de por o cão debaixo do chuveiro ou da mangueira, é essencial inspecionar o animal e ver nos mínimos detalhes o que é preciso ser limpo. Se mesmo limpo o cheiro continue, pode haver alguma ferida embaixo da pele, dos ouvidos e dentes.

dog3

Se o odor continuar, então o melhor a fazer é levá-lo no veterinário para certificar a saúde de seu animal. Talvez ele possa estar com problemas nas glândulas anais, na garganta ou no ouvido.

Meu cão solta muito pelo! Dino explica

samoieda_1[1]

Samoieda

A queda de pelos pode ocorrer por várias razões. Uma delas é a chamada queda fisiológica, que ocorre normalmente por envelhecimento do próprio pelo ou de seu folículo (raiz) e assim esse pelo cai para ser em seguida substituído por outros.

Essa queda fisiológica anteriormente referida ocorre em geral no verão e não é localizada (num único local da pelagem), mas generalizada, isto não querendo dizer que o animal se torne careca, pois essa queda é rarefeita e é percebida apenas com cuidadosa observação, pelo fato da pelagem ficar menos densa.

A queda chamada patológica (alopecia), que é a queda anormal, tem várias causas. Entre elas, doenças do próprio pelo ou da pele do animal, tais como micoses, sarnas, eczemas, enfim uma variedade enorme de causas diretas no epitélio de revestimento animal. A queda de pelos também pode ocorrer de forma indireta, por doenças nutricionais ou mesmo infecções. Entre as doenças nutricionais que podem determinar queda pode-se citar a simples avitaminose A. Estando essa vitamina A ausente ou em quantidade insuficiente na alimentação do animal, essa vitamina chamada de protetora dos epitélios, poderá haver simples perda de seu brilho e resistência, culminando até por sua queda. Insuficiências de determinados sais minerais na alimentação, pode ter por consequência também queda de pelos. Até a simples falta na alimentação de determinados aminoácidos, que como é sabido são por assim dizer os tijolos que formam as moléculas de proteínas mais complexas, podem também determinar queda de pelo.

komondor02

Komondor – O Floquinho do Cebolinha

As Infecções, pelo fato de determinarem febre, poderá ser também uma causa de queda de pelos. Em vista desses diferentes fatores, observe a pelagem de seu cão: caso seja localizada, formando verdadeiras “ilhas”, isto requer imediato tratamento de acordo com sua causa, sendo em geral originada por parasitas (fungos, sarnas ou outros parasitas). Caso não seja imediatamente tratada quando parasitária, há o risco inclusive do parasita se alastrar ou mesmo se propagar a outros seres suscetíveis, como o próprio homem, no caso de se tratar por exemplo, de uma micose tricofítica ou uma sarna por Sarcoptis scabiei (Escabiose).