O bebê está chegando. O que faço com o meu cachorro?

bb cao2

O bebê chega e atrai boa parte da atenção da família e o cão pode sentir toda essa mudança, pois antes ele era o centro das atenções e agora passou a ser coadjuvante. Procure prever as mudanças que ocorrerão com a chegada da criança e tente adaptar o cão a elas, gradativamente. Evite alterações radicais.

Um cão que convive com a família pode temer ser expulso do grupo com a chegada de um novo integrante na matilha, pois ele depende da família pra sobreviver. Por isso, o cachorro costuma se manter muito atento, observando como os outros agem e como fica a situação dele à medida que novos fatos acontecem. Reduzir gradualmente a atenção é a melhor maneira de se proceder.

bb cao1

Se o cão não vai poder entrar no quarto da criança, melhor iniciar o condicionamento antes da chegada do bebê. Na presença da criança, sempre procure dar petiscos, carinho e atenção ao cão. Em pouco tempo, ele perceberá que essa proximidade significa coisas legais.

Em vez de ficar enciumado, se entreterá com guloseimas ou com o que de bom acontecer e passará a gostar de ter o bebê por perto. Os agrados ao cão e os petiscos podem ser dados por uma pessoa, enquanto outra segura o bebê, sem problemas.

bb cao3

O importante é algo agradável ocorrer sempre que o bebê estiver por perto. Associar o cheiro da criança com coisas boas aumenta as chances de o cão, ao se encontrar com ela, considerá-la parte da “matilha”. Esfregue alguns panos no bebê e coloque-os em locais estratégicos, agradáveis para o cão, como embaixo do prato de comida dele e nos locais onde ele gosta de cochilar. Assim, enquanto come e dorme, o cão sente cheiro do neném.

Seguindo essas regrinhas você terá um ótimo companheiro (a) para seu filho, por muito tempo.

Anúncios