Latidos durante a caminhada

latido-cachorro-poodle

Numa matilha de lobos, cada membro tem uma posição hierárquica. Quando se aproximam de outros, estes passam informações de sua posição na matilha.

O cão que você tem carrega essa informação no DNA e alguns fazem questão de passar essa informação aos demais cães em sua volta.

Se seu cão ao sair late para todos que se aproximam ou estão no seu campo de visão, este pode estar passando a informação de que é um líder dizendo que está ali para mandar e marcar o seu território.

Mas os latidos podem ser um sinal de medo. Latir pode ser uma maneira de blefar, fingindo ser um cão dominante. Tudo depende da maneira com que seu cão esta posicionado durante a caminhada.

Cala a Boca Belinha!!!

shire2

Recebi uma ligação semana passada onde de um casal muito simpático me implorando ajuda.

O problema era sua cadelinha Belinha, uma yorkshire temperamental, mimada, dona das atenções.  Quando o casal veio morar em franca a 3 anos atrás, Belinha mesmo sob sedativo não parou de latir um minuto o que levava seus donos a gritarem: “cala a boca, Belinha!”. Mas a cachorrinha não dava a mínima, pelo contrário, aproveitava e “soltava os cachorros” e ai de quem tentasse tocá-la, pois levava uma bela mordida.

Bom, esse casal está voltando para o sul e sabendo de meus serviços me pediram ajuda. No primeiro contato, Belinha com seus 8 anos, fazendo o que queria não deixou que eu a tocasse e fui apresentado aos seus afiados dentes. Mesmo assim a segurei firme no colo, enquanto ela se contorcia tentado me morder, mas dessa vez sem sucesso.

shire1

Entramos no carro e a segurando firme pedi para que dirigissem e não olhassem mais para ela e nem pronunciassem o nome dela. A cada tentativa de choro e latido eu fazia o som “shiiii” e dava uma leve chacoalhada nela continuando minha conversa com seus donos.

Depois de um bom resultado resolvi que era hora de deixá-la presa pelo sinto no banco de trás e sem darmos atenção a ela continuaríamos a viagem. Seus donos, boquiabertos pelo domínio, brincaram que eu teria que ir com ele para o Rio Grande do Sul, pois eles não conseguiriam ter tal domínio sobre sua yorkshire. Coloquei Belinha no banco de trás e iniciei novo processo de correção de comportamento.

shire3

Toda vez que ela ameaça latir ou chorar eu a empurrava usando uma toalha enrolada na mão pra evitar uma mordida seguido novamente do “shiii”. Belinha logo entendeu o recado e parou, passeamos pela cidade toda e as vezes esquecíamos que estávamos com ela no carro. Depois sai do carro e seguindo minhas dicas enquanto o maridão dirigia, sua esposa fazia a correção de comportamento.

Pronto, “milagre” dizia sua dona. O que os havia incomodado por 8 anos fora resolvido em 1 hora. O problema era que Belinha latia pedindo atenção e ao gritarem seu nome faziam o que ela queria. Paramos de dizer seu nome e criamos um incomodo na situação.

shire4

Agora é desejar boa viagem aos amigos. Quem sabe um dia vou visitá-los para tomar um chimarrão um dia desses, rs!

Por que os cães uivam?

uivo
O uivo do cão é um som distintamente diferente do latir, ganir, rosnar e gemer. Cães uivam por vários motivos. Nem sempre uivar significa dor ou sofrimento. Muitas vezes serve para aliviar o aborrecimento e a solidão. Pode ser também uma maneira de o cão expressar a sua frustração. O uivo tem tons e intensidades diferentes, variando de acordo com o tipo de mensagem que eles querem enviar.

Algumas pessoas acreditavam que o uivo era sinal de mau agouro ou de mau presságio, conforme a sabedoria popular já afirmou, mas na verdade nada mais é que um comportamento herdado dos ancestrais, os lobos. O uivo é uma forma de comunicação usada pelos cachorros, que quando uivam, atingem um timbre mais alto, podendo ser ouvidos mais longe. Em um lugar com muitos cães, o uivo pode servir para avisar outros cães que não estejam nos arredores a respeito de algum intruso. Os cães uivam para tentar se comunicar quando não há contato visual entre eles.

Alguns cachorros têm tendência para uivar quando são deixados sozinhos durante algum tempo. O intuito é reunir seus donos novamente, que são os elementos da sua matilha. Muitas vezes ao ouvirem outros cachorros na vizinhança, são estimulados a uivar também como se estivessem passando o recado a diante.

O uivo pode ser também uma forma de expressar excitação e alegria, como é o caso dos cachorros que uivam quando ouvem música. Algumas raças são mais propensas ao uivo, como o husky siberiano, samoieda e malamute do Alaska.