O fujão

labrador-3

Estava eu numa mercearia aqui no meu bairro quando entra um labrador ofegante e estabanado. O dono da mercearia na hora disse:
– Vixe, fugiu de novo!!!
O cão deu uma volta em torno das prateleiras e saiu novamente para rua.
Em seguida surge 4 pessoas desorientadas correndo atrás dele e gritando:
– Thor, Thor, vem aqui! Vem aqui!
Thor olhava, parava e quando alguém caminhava em sua direção corria mais um pouco.
Clientes que estavam na mercearia se prontificaram a ajudar e enquanto eu pagava minha conta no caixa ficava rindo da situação.
O que era para ser uma ordem de “vem aqui” estava virando uma brincadeira de pega pega. Um cercava daqui outro dali, carros paravam gente ria o dono xingava, rs!
Paguei a conta peguei minha sacolinha e fui pra rua e gritei pra todo mundo:
– Parem, fiquem todos parados! Ninguém fala mais nada!
Em seguida gritei:
– Thor! Thor! – e sai correndo sentido contrário. Thor pensou, analisou e se colocou a me perseguir. Quando este se aproximava eu mudava bruscamente de direção sentido contrário dele e este com mais ênfase tentava me alcançar, até que me abaixei e ele entrou entre meus braços e me lambendo recebia meus afagos e incentivos de bom garoto. Segurei Thor pelo pescoço e este nem tentou fugir deixou que seu dono colocasse a coleira e o levasse para casa salvo dos perigos da rua.

Anúncios

Força, amigo Zeus

dino3

Minha vida é movida por cães, leio cães, escrevo cães, estudo cães, trabalho cães não posso dizer que almoço e janto cães porque não é verdade, mas quando estou comendo eles também estão.

A maioria de meus alunos eu vi crescer, alguns me deixam depois de algum tempo, mas ficam guardados na minha memória para sempre, esqueço o nome e o dono, mas não esqueço do meu aluno.

Zeus é um aluno diferente está comigo desde que eu e seu dono Gustavo Gasparoto fomos buscá-lo numa casa próximo a rodoviária. O pai de Zeus se chama Moisés um enorme labrador caramelo, cabeçudo lindo. Zeus nasceu negro como a noite, mas com um brilho de luar no peito em forma de uma manchinha branca, escolhido por Gustavo justamente por esse detalhe.

Treinei Zeus como se fosse meu e logo Zeus se tornou parceiro de Kaoma minha rottweiler terapeuta. Zeus também levou muita alegria a crianças e idosos em apresentações. Passou a fazer parte de minha equipe de terapeutas mais bem treinados.

Aposentado desde os 7 anos, eu e Zeus passamos muitos mas muitos bons momentos juntos e dos maus momentos também. Certa vez estávamos parados na avenida Ismael Alonso y Alonso em cima da calçada esperando para atravessar quando fomos atropelados por um carro que ao tentar estacionar, acertou o para-choque na cabeça de Zeus fazendo-o convulsionar bem na minha frente.

Mas, para minha sorte e a de Zeus, estávamos a poucos metros de uma clinica veterinária e eu, no desespero com ele nos braços, entrei corrento pedindo socorro e com toda rapidez conseguimos salvar Zeus que ficou internado por 2 dias e foi liberado em seguida para viver sua vida normalmente.

Zeus é bem amado por seus donos que não medem esforços para tratá-lo praticamente como um membro da família. Num outro susto, Zeus retirou um tumor próximo ao ânus que graças a Deus não voltou.

Como eu disse, sempre acompanhei e acompanho a vida de Zeus. Cuidei das cruzas dele, arrumando namoradas, verificando alimentação e levando ele nas minhas sessões de cão terapia. Hoje, aos 14 anos, com catarata, surdo com dificuldade de movimentar e com uma insuficiência cardíaca, vê-lo na velhice me dá um pouco de nostalgia, tristeza, pois ele é minha ponte com a cadela que mais amei Kaoma e, por consequência, o quero muito bem, muito mesmo.

Relembrar nossas atividades juntas onde Zeus e Kaoma eram verdadeiros parceiros de apresentações. APAES, Azilos, Creches, Mac dia feliz, expocães, gincanas, desfiles de 7 de setembro, fomos em tudo que éramos convidados. Mas a vida não para para ninguém nem mesmo para esses anjos e para eles costuma ser mais cruel, pois o tempo passa muito rápido.

Esta semana Zeus foi diagnosticado com um tumor na traqueia, gravíssimo. Minha amiga Dra. Flavia Novelino fez a cirurgia para retirada deste tumor que estava dificultando meu amigo a comer beber e respirar. Hoje fui buscá-lo e, ao pegá-lo na clinica, Zeus me recebeu como se nada estivesse acontecendo, abanando o rabo, tossindo, com dificuldade de andar foi até o carro parou na porta e me olhou como se pedisse ajuda para subir, suas pernas que antes faziam truques de saltar andar apenas em duas patas mal conseguiam sustentar seu corpo cansado.

Segurei seu corpo e o ajudei a subir, me veio a imagem de Kaoma passando por tudo aquilo novamente e num relance meu coração angustiou, os olhos merejaram então chorei. Segui destino a sua casa, a vontade era levá-lo para minha, onde eu pudesse acompanhá-lo, ajudá-lo, retribuir tudo que me proporcionou.

Mas seus donos são muito leais a ele e Zeus agora está em casa, recebendo os cuidados corretamente e minha mente está lá com ele. Força Zeus, estou com você nas orações assim como todos que amam cães e sabem o que você está passando, estão todos orando por você!