Esta noite fiquei pensando…

alemao

Eu precisava deixar registrado aqui no Blog de alguma maneira o momento histórico do dia 8 de julho de 2014 o dia que a seleção brasileira perdeu de 7 a 1 para Alemanha. Mas o que isso tem haver com animais??? Não encontrei nenhuma relação entre torcer no futebol e cães, rs. Mas então me levantei e o dia começou a conspirar me fazendo recordar do humilhação sofrida.

Ao sair no meu quintal deparo com minha Rottweiler raça Alemã olhando pra mim parecendo saber o que aconteceu. Ela estava ali parada com a boca aberta parecendo rir. Então saindo do quarto de meus filhos vem Luna, minha Spitz Alemão, toda serelepe parecendo curtir a ressaca da vitória alemã. Mas tudo isso não passa do estado meu de espirito, onde enxergo no rosto do cão o que mentalizo.

Sabe quando a pessoa olha para um cão de porte grande e diz: “ele está me olhando com uma cara ruim”. É apenas o medo da pessoa refletindo no comportamento do cão. Quero dizer que o que você está sentindo no momento pode interferir no comportamento do seu cão. Sua tristeza, sua alegria, seu medo. Por isso sem neuras, seu Pastor Alemão não esta tirando sarro de você, está apenas respondendo ao seu estado de espirito.

Leider Nichts (desculpe qualquer coisa) kkk.

Será que tem a ver com cultura?

kao1

Julie e João me ligaram a algum tempo solicitando uma visita para corrigir o comportamento errado de seus cães.Julie, alemã naturalizada brasileira e João um legitimo brasileiro. Um casal muito simpático que formam uma mistura ótima como goiabada com queijo ou um verdadeiro Semmelknödel(comida tipica alemã que nada mais é que uma espécie de cebola servida com pão, a principio estranho, mas quando se experimenta, hum divino!).

kao2

João ansioso, muito carinhoso com os cães, coração mole, um pouco sem paciência, confessa que tenta resolver no grito e às vezes lendo sermões para os cães. Julie um pouco calada talvez porque não domine o português muito bem, corrige seus cães de acordo com que aprendeu em literaturas e vídeos, muito carinhosa e, como João me disse, um pouco mais rígida na parte de exigir disciplina.kao3

Na Alemanha as pessoas que possuem cães são muito adeptas ao adestramento e educação dos peludos, existem provas de adestramento básico de obediência onde senhoras e senhores alguns com mais de 60 anos participam com seus cães. Sem falar nas provas de Shutzhund criada pelos alemães onde o cão participa de um circuito de provas que engloba obediência, faro e guarda.

Desde a última vez que estive lá deixei uma série de exercícios para que eles fizessem, para que os cães parassem de latir na rua, puxar nas caminhadas, tentar brigar e avançar em estranhos. Hoje voltei, uma segunda visita para avaliarmos como anda a educação deles e a liderança de seus donos.

kao4

João bem mais paciente prestando mais atenção nos exercícios e com outra postura de liderança. Já Julie, impecável, dominando, corrigindo no tempo exato, andando com seus cães, mantendo uma postura de líder passando sinais a seus cães o tempo todo. Uma tipica cidadã alemã com simpatia brasileira, preocupada com a educação de seus filhotes. Amável, carinhosa, líder.

É ótimo quando volto e vejo que minhas dicas e ensinamentos não foram em vão e os donos fizeram o papel que lhes foi proposto.

Parabéns João e Julie vocês estão se tornando ótimos lideres!