Sabe de algum 0800?

cao-ao-telefone

Recebo dezenas de ligações por dia de pessoas pedindo uma opinião sobre o que o cachorro tem, o que pode ser ou se eu indico algum veterinário mais baratinho ou até alguém quem atenda de graça. Estou sem dinheiro, o que eu conheço é muito caro, não estou podendo gastar agora – estas são algumas desculpas de donos que dizem amar seus cães ou animais de estimação, mas na hora da necessidade dão para trás lindamente.

Eu fico P da vida com desculpas como essas. A pessoa arruma um jeito de comprar um celular de última geração, tá pagando internet e TV a cabo, tem internet no celular, coloca acessório no carro, e fica com desculpinha de que tá sem grana. Vou dizer a real, você não quer gastar porque é com um cachorro ou é um animal e você acha que será um dinheiro sem volta. Isso acontece principalmente com cães idosos, o dono acha inviável fazer um tratamento ou gastar com um veterinário porque acha que o cão já ta pra morrer mesmo e que isso é normal na idade que ele está. O que se passa na sua cabeça de verdade é “não vou gastar com ele, já tá velho mesmo, tá passando da hora de morrer”.

Se a carapuça serviu pra você, por favor acabe de puxar as bordas e cubra a sua cara de pau. Não dá pra acreditar que uma pessoa adota um cão sem saber que este vai envelhecer ou adoecer um dia! Acontece com toda especia animal, até agora não conheço nenhuma que viva eternamente ou que seja imune a doenças. Se você não sabia disso, fica meu alerta. Animais adoecem, ficam velhos, alguns desenvolvem doenças crônicas que necessitam de tratamento a vida toda… Por isso, seja responsável e reserve uma graninha pra utilizar numa emergência com seu animal de estimação, e se prepare para velhice dele.

Obrigado!!! Dino Adestrador

Anúncios

Verme do coração (Dirofilariose)

listening-to-dog-heart

Antes era uma doença mais comum no litoral, mas hoje já se encontra em locais arborizados, em lagos, represas, rios. Quem mora na praia, perto de rios, lagos ou ainda vai viajar para um desses lugares, é preciso prestar atenção na vermifugação do seu cão.

O verme do coração é transmitido através da picada do mosquito infectado. É importante dizer que o cão pode viver muito tempo, às vezes anos, até que a doença se manifeste. O problema é que quando se descobre a doença numa fase avançada, costuma já ser tarde demais – por isso prevenir é o melhor remédio.

Os sintomas da dirofilariose são: Perda de peso, cansaço, tosse, aumento do volume abdominal, dificuldade de respirar e falta de ânimo. A prevenção é uma prática e barata; converse com seu veterinário e veja qual é a melhor forma.

Obrigado!
Dino Adestrador

VERMES-DO-CORACAO

Cão em apartamento

cachorro-apartamento-4407

A Constituição e o Código Civil não proíbem a permanência de animais num apartamento e, se a lei não proíbe, então ela permite.

Assim, algumas leis de condôminos permitem animais de pequeno porte o que ao meu ver é uma lei feita por quem não entende nada de animais.

Se eu criar uma araponga ou um galo no meu apartamento darei mais aborrecimento aos vizinhos do que criar um cão da raça dogue alemão cuja característica é de latir pouco, bem menos que um pinscher, por exemplo.

Outro ponto mostrado pelos advogados que defendem animais em apartamentos é que, em palavras simples, o lar de um homem é seu castelo e esse pode ter o que quiser dentro dele, desde que não infrinja o Código Civil e a Constituição Brasileira.

Muitas pessoas desistem de lutar pelos seus direitos achando que vão perder nos tribunais, mas o que se vê é cada vez mais juízes dando ganho de causa aos donos e aos seus animais.

Mas lembre-se: você deve manter sempre a política de boa vizinhança. Não deixar seu cão latir atoa, manter seu cão preso a guia quando usar áreas comuns do condomínio, usar o elevador de serviço e não deixar seu cão fazer as necessidades fisiológicas em qualquer lugar, etc. Assim você mostrará que respeita o direito do seu vizinho e conquistará o seu de ter um animal de estimação.

Meu cão está “caducando”

cao velho

Então ele começa a latir pro nada, parecer que não escuta, demorar a atender comandos. Seu cão pode estar com Demência. 50% dos cães acima de 11 anos apresentam sinais de demência. Em alguns casos já a partir dos 7 anos. Quando ele está nessa situação não só sua vida começa a ficar comprometida, mas também a sua família.

Por isso, a atenção da família a sinais de demência do cão devem ser redobradas para que um tratamento seja realizado o mais cedo possível. Preste atenção em sinais como desorientação, ansiedade, diminuição da vontade de brincar, urinar e defecar fora do lugar certo, diminuição dos reflexos, perda do apetite, convulsões e alteração entre dia e noite.

Infelizmente não existe uma cura para essa doença, mas é possível retardar o seu avanço. Fornecer um ambiente sem estresse e agradável com atividades físicas e interação com o cão, procurando ensiná-lo comandos novos, são alguns benefícios que podem retardar a doença, além do suporte médico veterinário é claro.

A velhice chega para qualquer ser vivo, mas a boa qualidade da velhice ainda é para poucos, infelizmente.

Quando a idade pesa

cachorro-velho

Quando você menos espera a idade já chegou para o seu cão.

É tão rápido que você nem percebeu que aqueles dias de destruição e brincadeiras se foram e deram lugar a passividade a longos cochilos durante o dia e perda de sono durante a noite, um pouco de surdez, perca da massa muscular, mudança de cor da pelagem, etc.

É hora de ter em mente que você tem um senhor em casa. O primeiro passo é a troca da ração. Existem rações destinadas a cães acima de 5 ou 7 anos com nutrientes diferentes e necessários para esta nova fase.

Mais atenção e cuidados serão necessários, pois cães mais idosos, digamos acima de seus 12 anos, podem desenvolver incontinência urinária, errar o local do xixi, perder o apetite, ter algumas reações de demência como uivar ou latir para o nada entre outros comportamentos estranhos.

Também se fará necessário aumentar as visitas ao veterinário, diminuir as caminhadas, checar a existência de tumores, baixa de globos vermelhos, anemias e possível formação de tártaro nos dentes que atrapalhem a alimentação, etc.

Mas o mais importante é ele poder contar com sua lealdade e paciência para que ele saiba que a dedicação que ele te deu durante anos não tenha sido ele vão e assim ele termine a vida sabendo que teve sua missão cumprida.

Não abandone quem esteve ao seu lado todo esse tempo!

Cala a Boca Belinha!!!

shire2

Recebi uma ligação semana passada onde de um casal muito simpático me implorando ajuda.

O problema era sua cadelinha Belinha, uma yorkshire temperamental, mimada, dona das atenções.  Quando o casal veio morar em franca a 3 anos atrás, Belinha mesmo sob sedativo não parou de latir um minuto o que levava seus donos a gritarem: “cala a boca, Belinha!”. Mas a cachorrinha não dava a mínima, pelo contrário, aproveitava e “soltava os cachorros” e ai de quem tentasse tocá-la, pois levava uma bela mordida.

Bom, esse casal está voltando para o sul e sabendo de meus serviços me pediram ajuda. No primeiro contato, Belinha com seus 8 anos, fazendo o que queria não deixou que eu a tocasse e fui apresentado aos seus afiados dentes. Mesmo assim a segurei firme no colo, enquanto ela se contorcia tentado me morder, mas dessa vez sem sucesso.

shire1

Entramos no carro e a segurando firme pedi para que dirigissem e não olhassem mais para ela e nem pronunciassem o nome dela. A cada tentativa de choro e latido eu fazia o som “shiiii” e dava uma leve chacoalhada nela continuando minha conversa com seus donos.

Depois de um bom resultado resolvi que era hora de deixá-la presa pelo sinto no banco de trás e sem darmos atenção a ela continuaríamos a viagem. Seus donos, boquiabertos pelo domínio, brincaram que eu teria que ir com ele para o Rio Grande do Sul, pois eles não conseguiriam ter tal domínio sobre sua yorkshire. Coloquei Belinha no banco de trás e iniciei novo processo de correção de comportamento.

shire3

Toda vez que ela ameaça latir ou chorar eu a empurrava usando uma toalha enrolada na mão pra evitar uma mordida seguido novamente do “shiii”. Belinha logo entendeu o recado e parou, passeamos pela cidade toda e as vezes esquecíamos que estávamos com ela no carro. Depois sai do carro e seguindo minhas dicas enquanto o maridão dirigia, sua esposa fazia a correção de comportamento.

Pronto, “milagre” dizia sua dona. O que os havia incomodado por 8 anos fora resolvido em 1 hora. O problema era que Belinha latia pedindo atenção e ao gritarem seu nome faziam o que ela queria. Paramos de dizer seu nome e criamos um incomodo na situação.

shire4

Agora é desejar boa viagem aos amigos. Quem sabe um dia vou visitá-los para tomar um chimarrão um dia desses, rs!

O Ritual

ritual4

Todos os dias de manhã meu filho  faz este ritual:

Levanta, toma seu leite com achocolatado, Andora o recebe na porta da cozinha e juntos caminham para debaixo de uma mesa de alvenaria que tenho, se acomodam e curtem uma preguiça matinal juntos.

ritual2

Ele olha para ela com ternura e ela corresponde com a mesma ternura que um cão pode ter. De todos os cães que tenho Andora é sua preferida. Ela adora receber seu carinho, seu afago, cochila no seu colo, uma amizade fiel e tenho certeza que Andora morreria por ele.

ritual3

Às vezes vejo que esta conversando com ela, bem baixinho, nunca ouvi o que diz e não pergunto, pois isso é assunto entre os dois, talvez possa ser uma confidência, possa ser um pedido ou apenas palavras de carinho. Mas pelo rosto dos dois sei que é algo bom. Como uma pessoa que lida com animais, fico orgulhoso de presenciar essa sena todos os dias na minha casa.

ritual2

Incentive seu filho a amar e respeitar os animais, crianças que aprendem o valor da vida são mais felizes. Repreenda qualquer tipo de brincadeira agressiva de ambas as partes, eduque, incentive comportamentos bons é assim que deve ser para qualquer ser vivo.

Amar é uma linguagem universal e qualquer raça mesmo que bem diferente da sua conhece essa comunicação.