Cão em apartamento

cachorro-apartamento-4407

A Constituição e o Código Civil não proíbem a permanência de animais num apartamento e, se a lei não proíbe, então ela permite.

Assim, algumas leis de condôminos permitem animais de pequeno porte o que ao meu ver é uma lei feita por quem não entende nada de animais.

Se eu criar uma araponga ou um galo no meu apartamento darei mais aborrecimento aos vizinhos do que criar um cão da raça dogue alemão cuja característica é de latir pouco, bem menos que um pinscher, por exemplo.

Outro ponto mostrado pelos advogados que defendem animais em apartamentos é que, em palavras simples, o lar de um homem é seu castelo e esse pode ter o que quiser dentro dele, desde que não infrinja o Código Civil e a Constituição Brasileira.

Muitas pessoas desistem de lutar pelos seus direitos achando que vão perder nos tribunais, mas o que se vê é cada vez mais juízes dando ganho de causa aos donos e aos seus animais.

Mas lembre-se: você deve manter sempre a política de boa vizinhança. Não deixar seu cão latir atoa, manter seu cão preso a guia quando usar áreas comuns do condomínio, usar o elevador de serviço e não deixar seu cão fazer as necessidades fisiológicas em qualquer lugar, etc. Assim você mostrará que respeita o direito do seu vizinho e conquistará o seu de ter um animal de estimação.

Anúncios

Por cima ou por baixo do tapete? Dá na mesma!

tap1

Vi um amigo do face postando esses dias que fazia alguns dias que estava no Estados Unidos e não tinha visto nenhum cão de rua. Em seguida muitas postagens dizendo:
Primeiro mundo, Brasil é subúrbio, País desenvolvido é outra coisa ou seja baseado no que veem aqui no Brasil e no que não veem nos EUA.

Em São Paulo a eutanásia foi proibida através de uma lei e o recolhimento de animais de rua suspenso pois os canis municipais estão superlotados devido ao baixo número de adoções. Os cães são castrados e ficam lá até encontrarem uma pessoa que o adote, caso contrario, morrerá de velhice ou alguma doença grave na qual lhe será recomendada a eutanásia.

Com isso o número de cães vagando pelas ruas aumentou e o controle é feito pelo baixo empenho do governo, a grande vontade das ONGs de proteção animal e a luta de grupos de ajuda a animais abandonados.

Nos Estados Unidos, aproximadamente 5 mil abrigos de animais operam. Alguns deles são administrados por serviços do governo, de controle de animais locais e outros atuam como entidades completamente independentes.

tap2

Não existe quem supervisione os abrigos de animais, mas a Humane Society of the United States (HSUS), a American Society for the Prevention of Cruelty to Animals e outras organizações não lucrativas fornecem as bases e diretrizes para ajudar os abrigos de animais a operar eficientemente.

Estima-se que 6 e 8 milhões de cães e gatos são encaminhados para abrigos anualmente a maioria por seus donos. Mais da metade de todos os animais que entram num abrigo são sacrificados porque estão muito doentes ou velhos ou porque não encontram quem os adote.

O tempo de permanência de um animal no abrigo depende da lei local e da legislação do abrigo. Apesar da Humane Society recomendar que os abrigos mantenham os animais abandonados por pelo menos cinco dias, o número real de dias pode variar dependendo do espaço do abrigo, da saúde e da adotabilidade dos animais.

Por isso meu amigo, em vista aos EUA, a diferença dai com aqui, é que a nossa sujeira está por cima do tapete!

Onde estão os animais do circo?!

circo2

Ligamos a TV e lá está um animal no circo parecendo ser bem tratado. Você tem saudade de assistir um espetáculo de circo com leões e elefantes? Pois é… EU NÃO!!!

Ele foi tirado do seu habitat natural onde podia correr livremente dormir e descansar quando bem entendesse. O que te faz pensar que um animal no circo pode ter a mesma felicidade de um na natureza?

Ah, Dino! Mas esse nasceu em cativeiro ele não sabe o que é isso! Tem certeza?! Como será nascer em cativeiro, ter um instinto de liberdade, a vontade de caçar, correr, pular e não saber de onde saiu essa vontade?

circo1

Raciocine comigo. Se o leão foi realmente adestrado sem castigo, por que o cara usa uma cadeira e um chicote? Por que o cara que lida com o elefante tem aquele bastão na mão? Sem falar de animais estressados andando em círculos na jaula, animais com dentes e unhas arrancadas.

Existem sim adestradores de animais selvagens que utilizam técnicas sem agressão, mas muitos circos se quer tem capacidade de possuir um animal. Animais desnutridos, doentes. Alguns até abandonados em estradas como descarte.

Não gosto e nunca gostei de ver um animal acoado numa jaula ou preso pelo pé por uma corrente. Respeitar e cuidar dos animais faz parte de nossa sobrevivência.

Lutar pelos animais faz parte da sobrevivência

gaia

“É correto explorar a natureza para promover nossas próprias vidas e felicidade; não há razão para se sentir culpado ou envergonhado por isso” (Tibor Machan)

Com a frase infeliz Machan minimiza qualquer sentimento de culpa de humanos que usam animais em experiências ou em prol de seu bem estar. Eu particularmente não concordo com o filósofo em promover vida e felicidade causando dor e tristeza em um ser vivo. É algo abominável aos olhos de Deus.

tigre

A humanidade chegou onde está, lutando contra a natureza e realmente foi isso. O ser humano teve ao longo de milênios que conquistar seu espaço, desbravando, matando para conseguir seu espaço. Infelizmente. Mas no meu ponto de vista daria para se ter uma convivência harmoniosa, aprendendo, se adaptando, pois somos portadores de inteligência e poderíamos muito bem usá-la em nosso favor. Muitas pessoas dizem que quanto mais conhecem os animais mais detestam os humanos, e isso ao meu ver também é uma frase sem noção, pois nem todo animal é um ser bonzinho. Mas você pode dizer, “eles agem por instinto sem saber o que fazem”. Ok, mas mesmo assim não são tão bonzinhos. Se uma mãe humana tem um surto de depressão pós parto e abandona seu filho, logo estamos com pedras nas mãos. Mas quantas cadelas já vi não amamentar seus filhotes ou até mesmo surtarem após o parto e comer toda cria. Ursos mais velhos, por exemplo, costumam perseguir os mais novos e matá-los para ficar com mais comida.

leao

Ninguém diria que isso é uma atitude muito escrupulosa. As hienas matam filhotes de leões e vice versa, tudo para eliminar a concorrência. Dizem que os animais matam apenas para comer, mas há casos de predadores que nitidamente brincam com suas presas antes de devorá-las. Já vi orcas fazerem isso com focas. Alguns macacos perturbam tigres somente pelo prazer de vê-los desesperados tentando revidar.

Quer mais? Vamos lá! Mamãe panda toma conta apenas de um filhote. Se ela tiver mais de um, o outro ficará sozinho na selva. Enquanto isso, o filhote favorito crescerá saudável, com alimentos suficientes. Mamãe hamster vai comer vivo o filhote que nascer defeituoso. A mamãe ‘black eagle’ (espécie de águia) não se importa com todos os seus filhotes. Não há um número grande de alimentos disponíveis e é difícil de ser encontrado. Assim, a mãe não se importa com os seus filhos, somente aquele filhote forte é que vai sobreviver.

Mas se você odeia a raça humana estará contra você mesmo incluindo filhos, pai e mãe. É por isso que devemos ser sensatos e sim, continuarmos a lutar pelos animais, contra qualquer crueldade para não haver extinções de espécies, evitando assim descontrole da natureza.

Preservar e cuidar faz parte da sobrevivência humana. O ser humano faz parte da natureza. Sempre!

Ligeiramente gravida!

cat-pregnant-woman-photo-420x420-ts-81283594

“Mamãe eu acho que estou… ligeiramente grávida. Mamãe não fique pálida, a coisa não é ruim. Se lembre, um dia você já ficou assim”, diz a música. 

O que vou fazer com meu cão ou gato ou passarinho?

Simples! Continuar a conviver com eles.
Mas e a toxoplasmose?

Há algum tempo, muitos médicos, tinham uma sugestão drástica em relação às grávidas e animais: limitar o contato. Uns diziam até mesmo para doar o animal. Após diversos estudos, hoje sabe-se que não é necessário tomar atitudes tão drásticas, e é possível, sim, uma convivência harmoniosa entre a proprietária e seu cachorro, mesmo durante a gestação.

Mom to be and puppy

Mas algumas regras tem que ser obedecidas, mesmo sem a pessoa estar gravida.

* Manter limpo o ambiente: evite deixar fezes ou urina, pois além de contaminantes (ainda mais se o cão pisar e ficar passeando pela casa), podem atrair mosquitos, vetores de doenças.

*A saúde do seu cachorro deve estar em dia: seguir corretamente o programa de vacinação e vermifugação, segundo o veterinário responsável.

* Sempre que limpar o local em que o cachorro fica, ou brincar com ele, lave as mãos.

*Se você ainda não está ligeiramente gravida, pense bem antes de arrumar um cão, pois ele vive no mínimo 12 anos. Querer se desfazer de um ser vivo depois de tanto tempo mostra quão boa mãe você será.