Estou Vegetando

campanha-bovina

Há tempos eu tinha vontade de me tornar vegetariano, mas achava que era difícil deixar de comer carne.

O mundo em que vivemos quase toda alimentação rápida que encontramos vai carne, seja de qualquer tipo. Parece que nos tornamos dependentes, o que não deixa de ser verdade, mesmo que inconsciente.

Semana passada resolvi tomar a decisão de parar de comer carne, estava eu, minha esposa Carminha, meu filho Fellipe e o caçula Julio numa lanchonete. Eu comia um X-Tudo com tudo que tinha direito e, enquanto eu devorava aquele lanche eu ouvia minha esposa brigar com Julio para que este comesse a carne do lanche.

Julio tem muita dificuldade em comer carne, seja na hora do almoço ou no jantar é uma briga. Olhando aquele entrevero de família, me coloquei a pensar: por que ao invés de forçar meu filho a comer carne, eu parasse de comer? Na hora tracei um desafio e analisei que a mesma dificuldade que ele tem em saborear uma picanha seria a mesma que eu enfrentaria em deixar de comer um bom churrasco. Então, dei início a minha nova fase alimentar. Retirei do cardápio todo tipo de carne.

A primeira coisa que fiz foi marcar uma consulta com uma nutricionista, mas eu não queria uma nutricionista qualquer, queria uma que fosse vegetariana e consegui, agendei minha consulta com Dra. Sonia Moretti.

Vegetariana há mais de 30 anos, Dra. Sonia me mostrou que ser vegetariano não é tão difícil quanto se pensa. Os mitos da falta de proteína e vitamina B12 são os que fazem as pessoas mais se preocuparem. Mas, se você tem uma dieta rica em verdura, legumes e grãos, verá que suprirá essa necessidade. Outro mito é dizer que terá que comer carne de soja e beber leite de soja. Negativo! Isso é só se você quiser.

Eu acho até engraçado dizer leite de soja e carne de soja, nunca vi ninguém pegar um balde e falar: Vou ali ordenhar uma soja ou nunca vi soja de teta…rs. Também nunca vi soja no abate ou na engorda.

Bom, em uma semana sem comer carne já senti diferenças no meu corpo. Aquela preguiça após o almoço não tenho mais, meu intestino antes com mau funcionamento agora esta regulado. Estou mais tranquilo e sentindo melhor o gosto dos alimentos. E ah, o prato está parecendo um desenho escolar, de tão colorido…rs.

Obrigado!!!

 vegetarianismo_63121900

Dino Adestrador

Rodeio: o que penso sem rodeios

dino rodeo

Há pouco em Franca foi realizado o R R Rodeo Music. Com uma ação na Justiça movida por uma entidade de protetores dos animais da cidade foi tentado o cancelamento do evento.

Tudo foi em vão, pois a liminar concedida, foi cassada.

O mais interessante foi à animosidade gerada em alguns realizadores, patrocinadores investidores desta festa. Eu até entendo, pois alguns desses investidores montaram camarotes e investiram muito na realização do rodeio e dos shows.

Foram dias de briga, debates nas redes sociais, onde os que defendiam a realização do evento se mostravam furiosos com a ação dos protetores dos animais em tentar impedir.

Bom, eu não gosto de rodeio. Penso que não é esporte, pois em minha opinião, os animais sofrem maus tratos sim. Horas de estresse com som alto, fogos de artifício, alguns artefatos como aparelhos de choque e a truculência, mesmo que camuflada durante as apresentações.

As imagens que vejo são de tortura e nada muda minha opinião. Alguns defensores desse “esporte” dizem que o boi é bem tratado e blá blá blá…Mas é lógico, se ele não for forte o suficiente não garante o espetáculo. Em Barretos existe um hospital, ou local que eles chamam de SPA dos bois, onde os animais que se machucam vão pra lá. Mas esperem, não são bem tratados? Porque se machucam?

Clique aqui e olhe o vídeo onde um touro quebra a pata na festa de Barretos.

rodeio2

Ah! Mas, um esportista também se lesiona. Quebra perna, braço, mas não é sacrificado. Ou você acha que um touro desse volta a pular sem dar lucros ao seu proprietário?

Ao meu ver, não existe esporte nenhum nisso, promover estresse, dor, sofrimento para divertir plateia é maus tratos. Assista ao vídeo e tire suas conclusões.

Um abraço do Dino!